Moro em apartamento mas adotei um cachorro grande, e agora?

Moro em apartamento mas adotei um cachorro grande, e agora?

Cães são animais muito sociáveis e adaptáveis. Em vida livre, eles vivem em matilha, ou seja em grupos. Quando trazemos um cão para morar conosco, nós, seres humanos e nossa família, acabamos por ser essa “matilha” dele.

Como em toda matilha existe uma hierarquia, com um dominante e os dominados, NUNCA deixe seu cão achar que ele é o dominante, pois assim perdemos o posto, o respeito e o controle sobre o animal e suas ações. Isso é importante não só para quem tem cães de grande porte, mas para todos, já que cães pequenos sem controle podem fazer grandes estragos também!

Cães com muita energia, como labradores, borders, pastores (como o Maremano), beagles e outros necessitam de uma rotina de exercício para que não fiquem entediados e nem destruam a casa.

Moro em apartamento mas adotei um cachorro grande, e agora? - veterinarios, socializar cães, raças, petshop, pets, noticia pet, meu.dog, informação, dog, dicas pet, curiosidades cães, curiosidades, cuidados pet, convivencia, cães em apartamentos, cães, cachorros, bem estar animal, apartamento, animais - destaques, voce-sabia

 

Essa rotina de exercícios pode ser suprida com longos passeios diários, de preferencia em horários pré estabelecidos, já que cães são animais que gostam de ter rotina. Quanto mais vezes e com mais cães, pessoas e outros animais seu cão interagir nesse passeio, mais sociável ele será.

Pessoas que optam por ter um animal, mas, não dispõe de tempo para esses passeios, podem contratar um dog walker ou pet sitter, ou ainda deixá-los em creches durante o dia. Nessas creches, os cães têm atividades, vão interagir com outras pessoas e outros cães, o que geralmente é muito benéfico para eles.

Leia também: Aplicativo de passeadores de cachorros chega a SP

 

E claro, quando nada disso for possível, tente fazer o que chamamos de enriquecimento ambiental, escondendo petiscos ou a própria ração em locais para que seu cão gaste tempo e use o faro para descobrir onde esse alimento está. Deixe muitos brinquedos à sua disposição. Quanto mais atividade esse cão tiver melhor!

Moro em apartamento mas adotei um cachorro grande, e agora? - veterinarios, socializar cães, raças, petshop, pets, noticia pet, meu.dog, informação, dog, dicas pet, curiosidades cães, curiosidades, cuidados pet, convivencia, cães em apartamentos, cães, cachorros, bem estar animal, apartamento, animais - destaques, voce-sabia

 

E sempre que chegar em casa, estabeleça limites para que seu cão se torne uma companhia agradável e não um fardo par você e sua família. Por exemplo, geralmente quando as pessoas chegam em casa e o cachorro corre para recebe-los, fazendo a maior festa, gritando, chorando, se urinando esbaforidos, as pessoas recompensam isso, dando carinho, atenção, quase que se desculpando pelo tempo que passaram longe, ou seja, você estará recompensando o descontrole emocional do seu cão e estará o recompensando por ter ficado o dia todo ansioso a sua espera.

Moro em apartamento mas adotei um cachorro grande, e agora? - veterinarios, socializar cães, raças, petshop, pets, noticia pet, meu.dog, informação, dog, dicas pet, curiosidades cães, curiosidades, cuidados pet, convivencia, cães em apartamentos, cães, cachorros, bem estar animal, apartamento, animais - destaques, voce-sabia

Tente em vez disso, quando chegar em casa, espere que seu cão faça toda essa festa, resista, sei que não é fácil, e só lhe dê atenção quando ele parar com esse comportamento. No início, pode ser que você se sinta um carrasco, mas após um tempo agindo assim, seu cão entenderá que sempre que você sair irá voltar e que ele não precisa dessa ansiedade toda à sua espera.

Outra dica bem importante é, sempre que for sair, evite fazer dessa saída uma despedida dolorosa. Você pode dizer para seu cão que irá trabalhar, dar um agrado, um beijo, um carinho e sair, sem melodramas.

Com isso, o cão vai aprendendo que ficar sozinho não é tão ruim e ele aprende a lidar com isso. Agora, se toda vez que você for sair, acontecerem despedidas longas, seu cão vai associar que esse é um evento ruim e vai ficar ainda mais ansioso. Já pensou que pode ser por isso que alguns cães gritam, uivam e choram muito quando seus donos saem?

Assim, tente agir o mais natural possível.

É isso: tutores equilibrados geram cães equilibrados, onde quer que vivam!

 

 

 

Fonte: Christiane Diezel/ Pet Box Brasil

Comentários

EnglishItalianPortugueseSpanish